A celebração de Corpus Christi

A celebração de Corpus Christi

A nossa Igreja Católica Apostólica Romana celebra uma das datas mais importante e festiva do calendário religioso e espiritual, exclusivo do nosso povo cristão católico,
juntamente com toda a hierarquia e todo o Clero que estão diretamente ligados e subordinados a ela, precisamente no dia 23 deste mês.

Celebrar o Corpo de Cristo nessa data é tão importante quanto celebrar o nascimento de Jesus em Belém, ou até mesmo quando recordamos a flagelação e sacrifício enfrentados por Ele na cruz.
Em todas essas ocasiões, trata-se sempre da mesma pessoa: o único e verdadeiro Filho de Deus.

O mesmo Deus que é Pai é amor, graça, bondade, misericórdia, perdão, acolhimento e que na Sua infinita benevolência já havia se revelado em Espírito a Abraão e aos antigos profetas, não foi acreditado e nem levado a sério pelo povo da época.

Então, o nosso Deus Pai tomou a decisão de se fazer presente no mundo em forma corpórea, da mesma forma que os homens, para quem sabe acreditarem nele.
Através de uma seleção criteriosa, foi escolhida uma família adequada para gerar uma menina que pudesse no futuro executar o plano traçado.

Com aquela menina crescida e feita mulher especial, Deus Pai pode finalmente enviar o seu Espírito Santo e conceder àquela virgem a grande virtude de gerar em seu ventre o Deus Filho, feito homem, que por sinal nasceu longe da sua terra, já que seus pais tinham que cumprir uma ordem legal.

A história é muito rica de fatos concretos, verdadeiros e muitas vezes não prestamos atenção nela.
A primeira celebração do Corpo de Cristo aconteceu justamente na visita dos Reis Magos, pois foram eles os primeiros homens a se depararem pessoalmente com o Filho de Deus.

A Segunda foi no Templo na hora da apresentação de Jesus.
Se fossemos colocar todos os momentos reais aqui, este artigo seria muito pequeno.
Porém, o mais real e marcante de todos estes fatos concretos é aquele momento em que o Corpo de Cristo, descido da cruz é colocado sobre o colo da sua mãe.

Esta é a primeira celebração pública e coletiva de Corpus Christi.
Mas em tudo isso prevalece o grande amor do Pai e do Filho, que iluminados pelo Espírito Santo, decidiram marcar presença eterna na vida da humanidade.
Reunido com seus apóstolos Jesus instituiu a Eucaristia na fração do pão e do vinho, na certeza de que ali está o Seu Corpo e o Seu Sangue e isto é para se perpetuar a Sua memória.

Nos dias atuais, todos nós somos privilegiados em poder receber Jesus Cristo, da mesma forma como Zaqueu o recebeu, e o fazemos através da Sagrada Eucaristia.
Portanto, fica para cada um nós a responsabilidade de fazer acontecer na nossa vida e de nossos semelhantes a verdadeira alegria de celebrarmos diariamente, se quisermos, a verdadeira festa do Corpo de Cristo, que existe para a nossa salvação.

Como cristãos seguidores de Jesus e fiéis à nossa Igreja cumprem-nos o dever da participação na celebração, na festa e na liturgia dessa data muito forte e importante para todos nós.
Louvado Seja Nosso Senhor Jesus Cristo.

José Carlos de Camargo
Presidente do Conselho Central de Jacareí

Veja também...

Deixe uma resposta