Logomarca dos 350 anos da morte de São Vicente e Santa Luisa

O logotipo pretende dar uma visão universal da família vicentina: a Associação Internacional de Caridades, a Congregação da Missão, as Filhas da Caridade, a Sociedade de São Vicente de Paulo e outros ramos.

Da variedade de expressões do carisma na Família Vicentina surge a primeira dificuldade: como traduzir, em uma só imagem, esta diversidade e ainda celebrar a vida dos fundadores?

Durante sua vida Vicente e Luisa vivenciaram a intuição do Espírito Santo e se deixaram conduzir pela sua força, uma força que se traduziu em zelo e caridade e que se manifestou numa dinâmica missionária; a Congregação da Missão, as Filhas da Caridade, as Senhoras da Caridade são prova viva desta criatividade nascida do Espírito.

Logotipo após o falecimento deles em 1660, o Espírito do Senhor continuou suscitando uma força criativa, que deu vida a movimentos e comunidades que acharam no carisma vicentino uma espiritualidade sólida, sempre jovem, e sobretudo uma resposta viva à Igreja e à sociedade.

O logotipo não pretende abarcar tudo, mas é uma proposta. O símbolo está composto por “chamas” de diferentes cores, postas em “quatro” grupos, os quatro horizontes: “o mundo em sua diversidade”. Estas quatro chamas, organizadas desse modo, formam uma “pomba”, símbolo bíblico do Espírito Santo junto com as chamas.

As chamas de fogo são também símbolo da caridade e elas estão representadas no escudo das filhas da Caridade. O símbolo se completa com o texto. Primeiro um lema: “Caridade – Missão”. Lema proposto pela comissão formada para refletir sobre este ano vicentino.

Logotipo abaixo dos nomes dos fundadores, o “período” 1660-2010 e finalmente o “motivo” do logotipo. O tipo de letra proposto é dinâmico, alegre, jovem. Representa bem o espírito da Família Vicentina.

Veja também...

Deixe uma resposta